Quem é Arkhothep e o que sabemos sobre ele?

“Arkhothep é o faraó sombrio que governa a cidade morta-viva de Ankrahmun. O faraó é o sumo sacerdote e a divindade primária de um culto obscuro que celebra os mortos-vivos como a chave da imortalidade. Como o faraó é um (des-) homem ocupado , ele deixa muitas de suas funções, incluindo Promoções, nas mãos de seu segundo em comando, o grão-vizir Ishebad. O faraó encheu o porão de seu próprio palácio com esqueletos e outras criaturas mortas-vivas, para que aqueles que ainda são mortais possam ver a glória de serem mortos-vivos por si mesmos. “

Quando pesquisamos Arkhothep esta é a resposta, porém, um livro da biblioteca de Ankrahmun que revela uma parte da história de seus aliados em poucas palavras, diz que Morgathla mostrou um grande segredo que ele havia esquecido: o segredo do Capacete dos Antigos , Arkhothep entra para a história quando ele fez um poderoso capacete “Capacete Completo dos Antigos” e ensinou seus conselheiros a desempenhar apenas um papel e ao longo da história Arkhothep foi traído por eles. O que torna a história mais interessante é que o capacete de Arkhothep dura para sempre devido ao Soul Ruby. (Nota: não foi provado que nenhum jogador obteve esta joia no Tibia) é claro nesta história que Arkhothep sempre buscou poder através de mentiras e magia negra, seu poder aumentou através do descuido de Mahatheb que era o maior vizir da cidade de Ankrahmun sempre que viu.

Mahatheb o vizir

“Mahatheb era o maior vizir que a cidade de Ankrahmun já tinha visto. Seu conselho foi valorizado e sua sabedoria lendária. Ele serviu ao faraó Ashmunrah com zelo e fidelidade. O sábio Mahatheb sempre desconfiava dos estudos do filho escuro do faraó, Arkhotep. Mas Arkhothep sussurrou mentiras nos ouvidos do faraó e envenenou sua mente e coração. Em sua sabedoria, Mahatheb viu a futilidade de suas tentativas de destruir as brumas da traição que obscureciam a visão do faraó. Em vez disso, ele planejava ajudar seu soberano em outro Sabendo que Arkhothep estava usando feitiçaria das trevas para ganhar poder, ele decidiu reunir mais poder para lutar contra ele. Não sendo um feiticeiro, o vizir olhou para os poderes do lendário djinn e estudou maneiras de vinculá-los à sua vontade . Depois de uma longa pesquisa, ele aprendeu que até mesmo o djinn tinha que se curvar a alguém que sabia seu nome verdadeiro. Ele ponderou suas opções, quando aparentemente o destino sorriu para ele e lhe deu uma oportunidade boa demais para deixar de lado . O conhecido rei dos ladrões, Qual’Jehari, havia se apaixonado por Xetharis, a bela filha do vizir. Quando ele pediu a mão dela em casamento, Mahatheb apresentou-lhe uma condição: roubar os nomes verdadeiros do djinn e dá-los a ele. Qual’Jehari, apaixonado e cego pela arrogância, aceitou sem hesitar. Ele deixou a corte imediatamente, prometendo voltar em breve. Anos se passaram, e o ladrão não foi visto ou ouvido novamente, enquanto o vil Arkhotep crescia em poder e reunia seus co-conspiradores. Sem tempo e opções, o vizir tentou outras maneiras de impedir o filho do faraó, mas sem sucesso. Quando Mahatheb estava desesperado e quase pronto para um ato de desespero, um mendigo esfarrapado apareceu em seus aposentos. O vizir estava prestes a chamar os guardas quando o mendigo revelou não ser outro senão Qual’Jehari. Ele estava magro e marcado por sua busca, tendo perdido os olhos e a juventude. Com as mãos trêmulas, ele apresentou a Mahatheb alguns rolos de papel com os nomes de vários djinn escritos neles. Mas a alegria do vizir foi interrompida quando ele reconheceu que, na verdade, apenas uma pequena fração de todos os nomes de djinn haviam sido adquiridos. Em sua raiva, ele mandou açoitar o ladrão e jogá-lo nas ruas. Ele estudou os nomes dos djinn que havia adquirido e se perguntou como usá-los da melhor forma. Mas a sorte é um amante traiçoeiro e já havia traído o bom Mahatheb. O ladrão ocultou um dos nomes de djinn e usou esse djinn para roubar a filha amada de Mahatheb. Isso causou tanta atenção que o malvado Arkhothep percebeu as ações do vizir e colocou seus próprios planos em ação. Mahatheb, no entanto, foi sábio o suficiente para ver a ameaça chegando, e usou os poderes do djinn para fugir de Ankrahmun, para uma terra estrangeira, levando todos os seus servos e riquezas com ele. Mas ele havia subestimado as grandes alturas de poder que Arkhothep já havia alcançado. O vil príncipe usou seu poder de feiticeiro para lançar uma maldição de morte sobre ele, e todo o poder do djinn amarrado de Mahatheb não era poderoso o suficiente para protegê-lo. Tudo o que ele podia fazer era prolongar o inevitável. Ele usou o que lhe restou não para construir um palácio como pretendia, mas uma tumba na qual planejava suportar o passar do tempo até o dia em que se levantaria novamente. Seu djinn ergueu a tumba, e Mahatheb foi embalsamado por seus servos, que foram mortos pelo djinn para que pudessem se juntar a seu mestre na vida após a morte. Só eu, seu cronista, pude viver um pouco mais para contar sua história. Quando este livro terminar, eu também beberei o vinho envenenado que o gênio protetor me servirá para cumprir meu destino. Que todos nós um dia nos levantemos novamente pelo poder do sábio Mahatheb. “

Arkhotep ainda é conhecido por ser um faraó sombrio que governa a cidade morta-viva de Ankrahmun. Ele está localizado na forma de um NPC no topo da pirâmide central em Ankrahmun, atualmente nenhum jogador foi capaz de acessar sua sala e obter um possível diálogo.

Arkhothep está em uma tumba construída pelo grão-vizir Mahatheb na cidade de Edron, ele foi embalsamado na Tumba Esquecida. Esta extensa tumba foi ocupada por Esqueletos e Ghouls.

Livros relacionados: Morgathla revela os segredos da máscara, A Grande Pirâmide e o Faraó Imortal, Recuperando o segredo da máscara, Os conspiradores.

https://tibiawiki.com.br/wiki/Mahatheb_the_Vizier_(Book)

https://tibiawiki.com.br/wiki/Arkhothep

.



Fonte: www.tibiaqa.com

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments